Como consultar o andamento do recurso do INSS

Confiras as orientações e veja o passo a passo para consultar o andamento recurso INSS

Os recursos interpostos ao INSS servem para que o contribuinte peça a revisão do que foi decidido pelo órgão.

Muitas vezes, as pessoas não concordam com o valor de algum benefício ou mesmo com a negativa deste e, por isso, elas solicitam que uma comissão especial avalie a resposta da previdência.

Aprenda, a partir de agora, como acompanhar o andamento do recurso do INSS.



Por que é importante consultar o andamento do recurso do INSS?

O andamento do recurso do INSS deve ser conhecido pelo contribuinte para que este saiba se precisa retornar à previdência social, se a sua solicitação foi indeferida ou deferida e outros casos.

Em certas situações, o INSS pode responder que o contribuinte necessita apresentar mais alguns documentos e, ao acompanhar o seu recurso, essa pessoa conseguirá providenciar com mais agilidade.

Destaca-se que o Instituto Nacional de Seguridade Social também manda a resposta dos recursos interpostos pelos Correios.

Porém, como esse tipo de correspondência demora mais, é usual que os contribuintes prefiram acompanhar o andamento via Internet.


Passo a passo para consultar o andamento do recurso do INSS

Passo a passo para consultar o andamento do recurso do INSS

A previdência social possui um site para as pessoas acompanharem o andamento do recurso do INSS. Veja o passo a passo:

  • Clique aqui para ir ao site oficial  para consulta de processos;
  • Faça o o login informando o CPF e a senha;
  • Insira o número do benefício ou o protocolo;
  • Clique em “Consultar”

O contribuinte que está solicitando a revisão de um benefício que já recebe deve procurar o número desse benefício na sua Carta de Concessão.

Com relação ao protocolo, trata-se daquele fornecido pelo INSS quando o contribuinte pede uma revisão; sendo assim, é essencial que a pessoa não deixe de anotar o número.

Também é possível consultar o andamento do recurso do INSS ligando para o número 135, entre as 7h e as 22h.


Como abrir um recurso no INSS

A abertura de recurso no INSS pode acontecer via Correios, encaminhando para o devido órgão toda a documentação e formulários obrigatórios.

Esses formulários, inclusive, são fornecidos pelo INSS no seu site oficial, e basta que o contribuinte os imprima.

Se é o primeiro recurso que o indivíduo está interpondo para aquele benefício, então ele deverá se dirigir à Junta de Recurso.

Porém, se a Jinta já indeferiu a solicitação, mas o cidadão ainda quer recorrer, ele deverá entrar em contato com a Câmara de Julgamentos.

Para o agendamento do recurso, é possível ligar para o 135 ou fazer o passo a passo pelo site Meu INSS, seguindo as instruções abaixo:

  • Clique aqui para acessar o Meu INSS;
  • Depois de clicar em “Entrar”, selecione a opção “Login”;
  • Insira as informações pedidas na página Gov.br;
  • Crie uma senha;
  • Voltando ao Meu INSS, clique em “Agendamentos/Requerimentos”;
  • Insira a palavra “Recurso” na barra de pesquisa;
  • Selecione o resultado para poder agendar

Os formulários obrigatórios para entrar com recurso no INSS estão disponíveis aqui.

Contudo, a pessoa deve ficar atenta ao órgão a qual se reportará e usar o formulário adequado.


Quando vale a pena abrir o recurso no INSS?

Não é difícil encontrar contribuintes insatisfeitos porque alguma solicitação à previdência social foi negada.

Entretanto, uma parte dessas pessoas realmente não tem direito àquilo que está requisitando e, nestes casos, interpor um recurso ao INSS só representará desgaste.

Por isso, o indivíduo que recebeu uma negativa da previdência social precisa considerar se ele pode mesmo receber determinado benefício.

No caso de ele não conseguir analisar isso sozinho, basta que ele consulte um advogado e, para quem não tem condições financeiras para isso, há a Defensoria Pública em todos os Estados.

No dia de fazer essa consulta ao advogado, o cidadão tem de apresentar as justificativas para ele querer determinado benefício, como:

  • Comprovantes de contribuição com o INSS que somem o tempo obrigatório;
  • Comprovante de união estável ou casamento, para quem está reivindicando a pensão por morte;
  • Documentos médicos atualizados para quem solicita benefício relacionado à incapacidade

Também é necessário que a negativa do benefício seja mostrada ao advogado: possivelmente, haverá a justificativa mencionada ali e ela ajudará o magistrado a orientar melhor o contribuinte.


O que fazer se o recurso do INSS for negado em segunda instância?

O que fazer se o recurso do INSS for negado em segunda instância?

Ao acompanhar o andamento do recurso do INSS, o cidadão pode ter o indeferimento em segunda instância, ou seja, a Comissão de Julgamentos pode negar o benefício.

Esta, na verdade, é a etapa final de qualquer solicitação à previdência social e significa que aquele processo está mesmo encerrado.

Nessa situação, o contribuinte não pode mais recorrer. Entretanto, ele ainda tem a possibilidade de pedir de novo o mesmo benefício, mas em um processo diferente.

Para isso, esse cidadão deve aguardar alguns meses e agendar de novo o requerimento de benefício, de modo completamente novo.

Esse novo requerimento será independente do anterior e, por isso, é recomendado que o contribuinte atualize os documentos que vai apresentar, ou seja, que ele faça mais algumas contribuições, que busque por mais provas de sua união estável, etc.

Links Patrocinados

Consulta INSS

O Consulta INSS é um site não-oficial e não possui qualquer vínculo com a Previdência Social. A página tem como objetivo informar e esclarecer dúvidas sobre o INSS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.