Procuração INSS

Muitos dos cidadãos que precisam INSS não conseguem ir a um posto de atendimento; normalmente, isso acontece devido a problemas de saúde ou impossibilidade de locomoção.

Para solucionar esse impedimento, é comum que as pessoas recorram à procuração INSS.

A procuração é um documento que permite a uma terceira pessoa, geralmente de confiança, cuidar todo seu processo de previdência social.

Procuração INSS


Procuração INSS para receber benefício

Qualquer pessoa, exceto os menores de 18 anos, pode fazer uma procuração INSS em seu nome dando a outro indivíduo o direito de tratar da sua vida previdenciária.

Entretanto, é preciso escolher apenas um procurador por vez, e existem regras especiais para os servidores públicos: estes só poderão ser procuradores de parentes até o 2° grau. Se eles estão aposentados ou afastados, a regra é desconsiderada.

É fundamental, entretanto, que se escolham pessoas de plena confiança para ser procuradoras; afinal, quem está nomeado na procuração INSS pode até sacar benefício e as chances de um golpe ficam alarmantes.


Procuração INSS amplos poderes: documentos

Primeiramente, é necessário fazer a procuração em um cartório, apresentando documentos do interessado e do procurador, sendo eles:

  • RG;
  • Comprovante de estado civil;
  • CPF;
  • Comprovante de endereço

Apesar de a procuração ser um documento pago, boa parte dos cartórios não cobra quando ela tem finalidade previdenciária.

Assim, se você precisa fazer uma procuração INSS, é bem possível que ela saia de graça.

Depois, essa procuração tem de ser levada ao INSS no dia do agendamento e vale dizer que, caso o interessado não possa comparecer à previdência por motivos de saúde, é mais seguro levar comprovantes.… Clique aqui para ler todas as informações

Leia Mais

Como consultar o andamento do recurso do INSS

Confiras as orientações e veja o passo a passo para consultar o andamento recurso INSS

Os recursos interpostos ao INSS servem para que o contribuinte peça a revisão do que foi decidido pelo órgão.

Muitas vezes, as pessoas não concordam com o valor de algum benefício ou mesmo com a negativa deste e, por isso, elas solicitam que uma comissão especial avalie a resposta da previdência.

Aprenda, a partir de agora, como acompanhar o andamento do recurso do INSS.


Por que é importante consultar o andamento do recurso do INSS?

O andamento do recurso do INSS deve ser conhecido pelo contribuinte para que este saiba se precisa retornar à previdência social, se a sua solicitação foi indeferida ou deferida e outros casos.

Em certas situações, o INSS pode responder que o contribuinte necessita apresentar mais alguns documentos e, ao acompanhar o seu recurso, essa pessoa conseguirá providenciar com mais agilidade.

Destaca-se que o Instituto Nacional de Seguridade Social também manda a resposta dos recursos interpostos pelos Correios.

Porém, como esse tipo de correspondência demora mais, é usual que os contribuintes prefiram acompanhar o andamento via Internet.


Passo a passo para consultar o andamento do recurso do INSS

Passo a passo para consultar o andamento do recurso do INSS

A previdência social possui um site para as pessoas acompanharem o andamento do recurso do INSS. Veja o passo a passo:

  • Clique aqui para ir ao site oficial  para consulta de processos;
  • Faça o o login informando o CPF e a senha;
  • Insira o número do benefício ou o protocolo;
  • Clique em “Consultar”

O contribuinte que está solicitando a revisão de um benefício que já recebe deve procurar o número desse benefício na sua Carta de Concessão.… Clique aqui para ler todas as informações

Leia Mais

Como solicitar o recurso do INSS

O recurso do INSS é a solução oferecida aos contribuintes cujo benefício, qualquer que seja ele, é negado.

A interposição desse recurso é totalmente gratuita e os contribuintes podem acompanhar a sua situação usando p próprio site da Previdência Social.

Se você entrou com algum pedido de benefício e recebeu uma resposta negativa, fique sabendo aqui como dar entrada no recurso.


Como funciona o recurso do INSS

Como funciona o recurso do INSS

O recurso do INSS serve para que o contribuinte comprove ao INSS que ele tem direito ao benefício que pediu.

Para essa comprovação, porém, podem ser necessários documentos novos (caso se trate de benefícios devidos a problemas de saúde).

O INSS tem dois órgãos que tratem exatamente dos recursos: o primeiro é a Junta de Recursos, que seria a primeira instância da previdência social.

Já a Câmara de Julgamentos é aquela à qual os contribuintes podem recorrer como segunda instância.

É importante mencionar que não existe uma terceira instância, ou seja, o benefício que também é negado pela Câmara de Julgamentos realmente não será concedido.

Nesse caso, a melhor opção é entrar com um segundo pedido, recomeçando o processo desde o primeiro agendamento.


Documentos para solicitar o recurso do INSS

Para solicitar o recurso no INSS, os contribuintes devem apresentar documentação específica, que inclui:

  • Lista de razões pelas quais o cidadão acredita que tem direito ao benefício;
  • Documentos pessoais desse contribuinte

Lista de razões para recurso do INSS

A respeito da lista de razões para o recurso, cabe dizer que estas devem ser respaldadas pela constituição, ou seja, é preciso mostrar que a Constituição Brasileira oferece ao cidadão aquele direito.… Clique aqui para ler todas as informações

Leia Mais

Como funciona recurso INSS

Confira as regras e veja o passo a passo para pedir o recurso do INSS

Apesar de milhões de pessoas contatarem a previdência social todos os dias para solicitar algum benefício, não são todas as que têm resposta positiva: muitas vezes, o INSS recusa o pedido.

Nesses casos, o contribuinte tem direito a pedir o recurso, no qual é solicitado que o órgão revise a sua negativa.

Considerando que a previdência social pode negar qualquer tipo de benefício, saber como funciona o recurso do INSS é uma segurança para quem não quer desistir de determinado benefício.


O que é o recurso do INSS?

O recurso do INSS é como se o contribuinte questionasse a razão pela qual o benefício foi negado.

Sendo assim, é necessário que os funcionários da previdência ou especificamente o perito médico reavaliem os documentos e a eventual perícia.

Muitas vezes, durante o recurso do INSS, o órgão requer que o cidadão forneça mais algum documento.

É necessário lembrar que o recurso não é a garantia de que a primeira decisão será revertida: a única coisa que ele garante é que a negativa será reavaliada.

Há contribuinte que têm o seu benefício autorizado depois de solicitarem o recurso do INSS: como é outro funcionário ou outro perito que avalia o pedido, é possível a reversão do parecer.

Entretanto, também há bastante gente que recebe uma nova negativa.

Como funciona recurso INSS


Como funciona o recurso do INSS

O recurso do INSS tem duas etapas: se a previdência social negou um benefício, o contribuinte pode buscar a primeira etapa, que é a Junta de Recursos.… Clique aqui para ler todas as informações

Leia Mais

Como emitir a CND do INSS

Confira as orientações e saiba como fazer a emissão da CND INSS do jeito certo

É muito importante que o cidadão ou a empresa não tenham nenhum débito com órgãos públicos e isso inclui o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

Ter alguma espécie de dívida com a previdência pode ser bem negativo para qualquer um, mas essas consequências são intensificadas quando se trata de uma pessoa jurídica.

É para comprovar a inexistência dessas dívidas que existe a Certidão Negativa de Débitos (CND) do INSS.

Qualquer indivíduo pode solicitá-la pelo site da previdência ou consultar a sua situação virtualmente; veja neste artigo como fazer todas essas coisas.


Quem precisa emitir a CND do INSS?

Ninguém (nem pessoa física e nem jurídica) tem efetiva obrigatoriedade de emitir a Certidão Negativa de Débitos do INSS; entretanto, não a emitir pode trazer perigos às empresas.

Essa certidão vai provar que o empreendedor recolheu todas as contribuições necessárias para que o seu funcionário se aposente, por exemplo.

Imagine-se que há um processo contra a empresa por causa da insatisfação de algum funcionário com relação aos seus direitos.

Se essa empresa não tiver a Certidão Negativa de Débitos, ficará mais difícil comprovar que recolheu tudo o que era obrigatório para que seu funcionário tivesse direito à previdência social.

É sempre válido ressaltar que as consequências para a empresa que deve ao INSS são graves: pode haver multa e outras punições.

Além, logicamente, da obrigação de quitar a dívida. Se os funcionários processam essa pessoa jurídica, ela ainda pode ter de indenizá-los, ou seja, os gastos são imensos.… Clique aqui para ler todas as informações

Leia Mais

Documentos necessários para dar entrada na aposentadoria

Uma das principais dúvidas do segurado do INSS no momento de dar entrada na aposentadoria está relacionada aos documentos que devem ser apresentados na Previdência Social. É bom ressaltar que a documentação pode mudar de acordo com o tipo de aposentadoria do segurado, que pode ser por idade, especial ou por tempo de serviço.

Cada caso deve ser analisado de maneira diferente, e para evitar qualquer tipo de contratempo, o ideal é que a pessoa comece a recolher esses papeis com bastante antecedência. Se você ainda não sabe o que precisa ser entregue, confira as nossas dicas e veja quais são os documentos para dar entrada na aposentadoria.

Aposentadoria por tempo de contribuição ou idade

aposentadoria-documentos

Para os contribuintes que irão dar entrada em aposentadorias por tempo de contribuição ou idade é necessário apresentar os documentos básicos:

  • Comprovante de residência.
  • Carteiras de trabalho atualizadas.
  • NIT (Número de Identificação do Trabalhador) ou PIS/Pasep.
  • Certidão de reservista (no caso dos homens).
  • Carnês de recolhimento (no caso dos trabalhadores autônomos ou facultativos).

Essa é a documentação simples, que em todos os casos é pedido pelos fiscais do INSS. Porém, há situações em que outros comprovantes poderão ser solicitados, principalmente no caso em que o trabalhador não conseguir comprovar o tempo de trabalho ou vínculo empregatício. Nas ocorrências em que o profissional não esteja cadastrado na base de sados do INSS, os documentos extras que precisam ser apresentados são:

  • Comprovantes dos pagamentos dos salários.
  • Rescisão do contrato de trabalho que deve ser solicitado junto às empresas em que o trabalhador atuou.
Clique aqui para ler todas as informações

Leia Mais