Como pagar o INSS como autônomo

Neste post nós explicamos como funcionam as regras para pagar INSS autônomo

Cada vez mais brasileiros trabalham como autônomo: além da dificuldade de encontrar emprego formal, também há bastante gente que prefere ser o seu próprio chefe.

Apesar de haver muita vantagem nesse regime de emprego, há a desvantagem de não haver recolhimento previdenciário e, com isso, aposentadoria.

Para terem direito a esse benefício, os autônomos podem fazer a escolha de pagar o carnê do INSS.

Descubra aqui qual é o código apropriado, como conseguir esse carnê e os valores disponíveis para contribuir com a previdência social.


Como funciona a aposentadoria para autônomos

Esse tipo de aposentadoria é regulada de acordo com o salário mínimo, sendo comum que haja ligeiro reajuste a cada ano.

Os aposentados como autônomos também recebem décimo terceiro, mas cabe dizer que os carnês pagos podem ser de dois valores e que, dependendo de qual o trabalhador escolha, as suas possibilidades de aposentadoria ficam restritas à idade.

A primeira forma de os autônomos fazerem a contribuição previdenciária é baseando-se no teto: para quem consegue lucrar entre R$ 788,00 e R$ 4.663,75 precisa pagar R$ 932,75 todos os meses, o que significa uma contribuição de 20%.

A segunda forma de os autônomos pagarem a previdência é fazendo o cálculo com o salário mínimo: eles precisarão pagar R$ 109,78 mensalmente, o que significa uma contribuição de 11%.

Como pagar o INSS como autônomo


Quais são os possíveis códigos para pagar INSS como autônomo?

As contribuições com a previdência social são organizadas por códigos e há vários deles que servem para quem é autônomo.… Clique aqui para ler todas as informações

Leia Mais