Como funciona o auxílio-doença por câncer de mama

O auxílio-doença por câncer de mama é uma ajuda dada pelo governo a pessoas que estão com condições de saúde que impossibilitam o exercício do trabalho. Ele pode ser concedido inclusive para situações mais graves, como é o caso do câncer de mama, assunto do qual vamos tratar neste post.

Muitas pessoas têm dificuldades na hora de pedir pelo benefício, pois não sabem como o processo funciona. Se você tem essas dúvidas, nos acompanhe para entender melhor sobre o assunto.


Requisitos para pedir o auxílio-doença

Primeiramente, você deve saber que, para pedir o auxílio, deve haver uma condição de saúde provada por documentos médicos. A perícia médica do INSS é responsável por avaliar se a paciente tem condições ou não para trabalhar. Caso a incapacidade seja atestada, você pode solicitar a liberação do benefício.

É importante, também, ser segurada da Previdência Social. Desse modo, a sua contribuição será compensada pelo auxílio em casos de doenças graves, como o câncer de mama.


Como dar entrada no pedido

Para obter esse tipo de benefício em casos de câncer de mama, a cidadã considerada inapta a trabalhar deve realizar os procedimentos para dar entrada no auxílio-doença no INSS.

Você pode optar por ir a uma unidade pessoalmente ou, se não puder se locomover, também pode fazer a solicitação por meio de um procurador. No entanto, vale lembrar que é preciso preencher um requerimento quando for fazer o pedido.

Há ainda a opção de fazer esse requerimento por meio da internet, que é a alternativa mais indicada.… Clique aqui para ler todas as informações

Leia Mais

Como fazer a consulta do andamento do processo do INSS

O Instituto Nacional do Seguro Social, popularmente conhecido como INSS, é o órgão do governo responsável por pagar uma série de benefícios à população brasileira.

Diariamente, milhares de pessoas em todo o país entram com recursos junto à instituição, cada qual relacionado a uma demanda específica. Após fazer o pedido, os segurados precisam consultar o andamento do processo do INSS para saber se ele foi aprovado ou recusado.

Consulta pela internet

No passado, toda consulta deveria ser feita pessoalmente nos postos do INSS. Isso quer dizer que a pessoa interessada em fazer o acompanhamento era obrigada a comparecer em uma das agências credenciadas. Além de pouco eficiente, esse sistema cooperava para a formação das filas gigantescas nas unidades.

Felizmente, porém, o sistema passou por um processo de modernização e começou a oferecer o acompanhamento completo pela internet. O beneficiário precisa apenas de um computador e de acesso à rede para realizar todas as etapas da consulta.

Se você não conhece os procedimentos, a partir de agora vamos apresentar um tutorial passo-a-passo ensinando a consultar o andamento do processo do INSS. Veja como funciona.

Passo a passo para realizar a consulta no INSS

consulta-andamento-processo-inss

Os processos do INSS podem se referir a diversos assuntos. Os mais solicitados são:

  • Requerimento de pensões.
  • Aposentadoria por idade
  • Aposentadoria por tempo de contribuição.
  • Auxílio-doença.

Para fazer a consulta, você deve seguir os passos a seguir:

1. Acesse o site da Previdência Social pelo endereço http://www1.previdencia.gov.br/crps/index1.asp.

2. Neste momento você deve escolher entre as opções “Débito” ou “Benefício” (no caso daqueles processos referentes aos benefícios do INSS).… Clique aqui para ler todas as informações

Leia Mais

Confira as novas regras do auxílio-doença do INSS

Os trabalhadores que precisarem dar entrada para receber o auxílio-doença do INSS devem ficar atentos a algumas mudanças importantes que foram aplicadas nos procedimentos, pois isso tornou mais fácil a concessão do recurso. Uma das principais alterações decretadas pelo Governo Federal é a descentralização das perícias médicas realizadas nos segurados.

Na prática, isso significa que as avaliações médicas que determinam se o trabalhador tem direito ao benefício pode ser feitas por outros profissionais especializados, sendo que o mesmo vale nos casos de aposentadoria por invalidez. Essa é mais uma tentativa do governo de minimizar as grandes filas que se formam nos postos do INSS, agilizando assim o processo.

Medidas para reduzir as filas

auxilio-doenca-inss-novas-regras

De acordo com as novas regras implementadas pelo governo, agora o INSS tem a possibilidade de fazer um convênio com o SUS para a realização das perícias. Dependendo da condição de saúde do segurado, até mesmo o atestado médico pode servir como prova para dar entrada ao auxílio-doença. Essa medida também vale para os casos em que é solicitada a prorrogação do benefício.

As alterações no sistema chegam para amenizar o alto número de pessoas aguardando pelas avaliações médicas. Segundo especialistas, a fila para conseguir o benefício pode chegar a até seis meses.

A longa espera está relacionada à falta de peritos suficientes para atender aos pedidos de entrada no INSS, principalmente durante os momentos de greve.

Informações divulgadas pela própria Previdência Socal mostram que mais de um milhão de perícias deixaram de ser feitas por conta da greve dos médicos.… Clique aqui para ler todas as informações

Leia Mais

Como fazer o agendamento da perícia do INSS

O Instituto Nacional de Seguro Social, INSS, é o órgão responsável por realizar os pagamentos aos trabalhadores, que por alguma razão, precisaram se afastar das suas atividades profissionais. Esse afastamento pode ser por invalidez, quando o profissional não possui mais capacidade física ou mental para exercer as suas funções, ou temporária, no caso de acidentes ou doenças.

A fim de confirmar ambas as condições, é preciso que a pessoa passe por uma perícia, na qual um médico especializado irá avaliar todas as afirmações apresentadas e atestar a real situação do trabalhador.

Para realizar esse procedimento, é necessário fazer um agendamento prévio junto ao órgão, sendo recomendado seguir alguns passos básicos. Saiba como fazer o agendamento da perícia do INSS pela internet, telefone ou pessoalmente em uma das unidades credenciadas.

pericia-inss-como-agendar

Agendar perícia pela Internet

1. Antes de começar o agendamento, é necessário reunir todas as informações e documentos que serão solicitados, como por exemplo, o Número de Identificação do Trabalhador (NIT).

É através dele que o sistema irá localizar a ficha com todas as informações cadastradas no sistema. Além disso, também serão solicitados os dados a seguir:

  • PIS/PASEP/CICI,
  • Nome completo do trabalhador que irá fazer o procedimento (deve ser igual ao apresentado nos documentos)
  • Nome completo da mãe
  • Data de nascimento
  • Categoria do trabalhador
  • Data do último dia de trabalho
  • CID constante do atestado médico que provocou o afastamento
  • CNPJ da empresa
  • CPF e nome do empregador (se for Empregado (a) Doméstico (a))

2. Com todos os documentos em mãos, acesse o site da Previdência Social pelo endereço www.previdencia.gov.br … Clique aqui para ler todas as informações

Leia Mais

Como fazer o agendamento do INSS pela internet

Os postos da Previdência Social recebem diariamente centenas de pessoas que buscam soluções para os mais variados problemas. Uma das principais reclamações dos usuários sempre esteve relacionada com a questão da espera em longas e intermináveis filas. Para facilitar a vida dessas pessoas, o órgão passou a disponibilizar o serviço de agendamento do INSS pela internet.

E o melhor de tudo é que ele engloba vários assuntos. Dessa maneira, antes de comparecer a um dos postos, você poderá utilizar essa opção muito prática e cômoda. Esses são alguns dos serviços que podem ser agendados:

  • Certidão de tempo de contribuição.
  • Pensão por morte.
  • Auxílio reclusão.
  • Pecúlio.
  • Acertos referentes a vínculos e remunerações.
  • Dados cadastrais.
  • Cadastramento de senha.
  • Salário maternidade.
  • Benefícios de assistência.

Como agendar

agendamento-inss-internet

Para realizar o agendamento é necessário ter em mãos o número de identificação do trabalhador (NIT) ou o PIS/PASEP. No caso dos benefícios assistenciais, o agendamento também pode ser feito através do CPF.

A seguir, nós vamos explicar os procedimentos passo-a-passo para você reservar um dia e um horário para ser atendido no posto do INSS mais próximo da sua residência. Confira as dicas até o final e veja como é simples.

1. Acesse o site da Previdência Social pelo endereço www.previdencia.gov.br;

2. Clique na opção “Agendamento” localizada no canto esquerdo da tela;

agendamento-inss-internet-menu

3. Na próxima página você verá uma explicação sobre o agendamento pela internet. Confira as informações e clique em “Agendar”;

agendamento-inss-internet-agendar

4. Escolha a opção “Agendar” e digite o código apresentado pelo sistema. Essa é uma maneira de manter a segurança dos usuários e ter a certeza que não se trata de uma máquina com o objetivo de corromper o sistema;

agendamento-inss-internet-codigo

5.Clique aqui para ler todas as informações

Leia Mais

Quem tem direito à aposentadoria pelo INSS?

Você sabe quem tem direito à aposentadoria do INSS? Essa é uma questão de deixa muita gente em dúvida, já que as regras mudam com frequência e são atualizadas ao longo do tempo. A Previdência Social é a responsável por garantir os pagamentos, assim como por definir a liberação do benefício aos segurados.

Se você vai dar entrada na aposentadoria em breve e ainda não tem certeza se poderá receber o seguro, neste artigo nós vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Acompanhe até o final e confira os detalhes.

O que é a Previdência Social?

A Previdência Social é uma seguridade que garante a aposentadoria ao trabalhador quando este deixa de trabalhar, seja por tempo de serviço, idade ou por motivo de saúde. O órgão também faz o pagamento de outros benefícios, como auxilio doença, auxílio-maternidade, auxílio-reclusão, pensão por falecimento, seguro-desemprego, entre outros.

Para ter direito ao recebimento do INSS (Instituto Nacional de Seguro Social), o segurado dever pagar uma contribuição mensal durante determinado período de tempo, que pode variar de acordo com o tipo de aposentadoria. A contribuição paga durante toda a carreira visa substituir o salário do trabalhador quando este já não mais exerce suas funções no mercado de trabalho.

Como é feito o pagamento?

O pagamento é realizado pelas empresas, que descontam do trabalhador 11% de seu salário e repassam esse valor para a Previdência Social. No caso de trabalhadores autônomos, a contribuição é recolhida pelo próprio profissional através do carnê do INSS.… Clique aqui para ler todas as informações

Leia Mais

Confira a Tabela do INSS 2016 completa atualizada

Você quer saber como ficaram os valores da Tabela do INSS 2016? Então confira conosco as novas porcentagens para empregados, empregados domésticos e trabalhadores avulsos. A Previdência Social realiza anualmente uma atualização dos índices da aposentadoria que são descontados na folha salarial dos profissionais. É muito importante você ficar atento aos valores, pois é a partir dessa relação que a sua empresa destina uma parte do seu salário ao INSS.

Como funciona

tabela-inss-2016

Os valores da tabela são diferentes para as categorias profissionais. Isso quer dizer que existe diferença entre as alíquotas de Empregado Convencional, Empregado Doméstico e Trabalhador Avulso. Além disso, outro fator que influencia na base de cálculo do INSS é a faixa salarial. Veja como é feita essa divisão.

Tabela para Empregado, Empregado Doméstico e Trabalhador Avulso

Valores antigos

  • Salário até R$ 1.399,12 – desconto de 8%;
  • Salário de R$ 1.399,13 até R$ 2.331,88 – desconto de 9%
  • Salário de R$ 2.331,89 até R$ R$ 4.663,75 – desconto de 10%

Valores novos

  • Salário até R$ 1.556,94 – desconto de 8%;
  • Salário de R$ 1.556,96 até R$ 2.594,92 – desconto de 9%
  • Salário de R$ 2.594,93 até R$ 5.189,82 – desconto de 11%

Tabela para Contribuinte Individual e Facultativo

  • Salário até R$ 880,00 – desconto de 5% (sem direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição ou Certidão de Tempo de Contribuição).
  • Salário até R$ 880,00 – desconto de 11% (com direito a Aposentadoria por Tempo de Contribuição ou Certidão de Tempo de Contribuição).
  • Salário de R$ 880,00 até R$ 5.189,82 – desconto de 20%.
Clique aqui para ler todas as informações

Leia Mais

Como funciona a aposentadoria por idade no INSS

A aposentadoria pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) é um direito de todo trabalhador brasileiro. Para receber o benefício, é necessário contribuir para a Previdência Social durante o período em que a atividade profissional for exercida. A contribuição vale tanto para empregados que atuam com carteira assinada, quanto para profissionais que pagam a previdência como autônomos.

O recurso em dinheiro está assegurado na lei, e muitas vezes acaba se tornando o único meio de sobrevivência de muitos idosos e pessoas que tenham sofrido algum tipo de acidente.

Quem pode se aposentar por idade

No Brasil, a aposentadoria por idade é um dos tipos mais comuns solicitados pelos cidadãos. Para conseguir o benefício nesses termos, é preciso seguir algumas especificações próprias, pois o trabalhador deve preencher todos os pré-requisitos exigidos pelo INSS. Veja as características:

Trabalhador urbano

  • Mulheres precisam ter no mínimo 60 anos de idade e 180 meses de contribuição.
  • Homens precisam ter no mínio 65 anos de idade e 180 meses de contribuição.

Segurado especial

Pescador artesanal, indígena, lavrador, etc.

  • Mulheres precisam ter no mínimo 55 anos de idade e 180 meses de contribuição.
  • Homens precisam ter no mínio 60 anos de idade e 180 meses de contribuição.

Saiba como calcular o benefício

aposentadoria-idade-inss-2016

A maneira para calcular o valor a ser recebido no caso das aposentadorias por idade também é diferente e específica para esse caso. Ao todo, são 70% da aposentadoria total com um acréscimo de 1% dado para cada ano que foi feita a contribuição. Para entender melhor, considere o seguinte caso:

Se uma pessoa fez a sua contribuição por 15 anos, terá direito a uma aposentadoria de 85% referente ao valor total (70% + 15%), na prática, isso significa que caso a aposentadoria integral tivesse o valor de R$ 3 mil, esse trabalhador teria direito a receber, nesse caso, R$ 2.550,00, ou seja, 85% desse valor.… Clique aqui para ler todas as informações

Leia Mais

Como pagar o INSS como autônomo

Neste post nós explicamos como funcionam as regras para pagar INSS autônomo

Cada vez mais brasileiros trabalham como autônomo: além da dificuldade de encontrar emprego formal, também há bastante gente que prefere ser o seu próprio chefe.

Apesar de haver muita vantagem nesse regime de emprego, há a desvantagem de não haver recolhimento previdenciário e, com isso, aposentadoria.

Para terem direito a esse benefício, os autônomos podem fazer a escolha de pagar o carnê do INSS.

Descubra aqui qual é o código apropriado, como conseguir esse carnê e os valores disponíveis para contribuir com a previdência social.


Como funciona a aposentadoria para autônomos

Esse tipo de aposentadoria é regulada de acordo com o salário mínimo, sendo comum que haja ligeiro reajuste a cada ano.

Os aposentados como autônomos também recebem décimo terceiro, mas cabe dizer que os carnês pagos podem ser de dois valores e que, dependendo de qual o trabalhador escolha, as suas possibilidades de aposentadoria ficam restritas à idade.

A primeira forma de os autônomos fazerem a contribuição previdenciária é baseando-se no teto: para quem consegue lucrar entre R$ 788,00 e R$ 4.663,75 precisa pagar R$ 932,75 todos os meses, o que significa uma contribuição de 20%.

A segunda forma de os autônomos pagarem a previdência é fazendo o cálculo com o salário mínimo: eles precisarão pagar R$ 109,78 mensalmente, o que significa uma contribuição de 11%.

Como pagar o INSS como autônomo


Quais são os possíveis códigos para pagar INSS como autônomo?

As contribuições com a previdência social são organizadas por códigos e há vários deles que servem para quem é autônomo.… Clique aqui para ler todas as informações

Leia Mais

Como fazer o cálculo da aposentadoria do INSS

Qualquer trabalhador que procure mais informações sobre o INSS pode ter dúvidas recorrentes sobre alguns aspectos importantes do funcionamento do sistema. Um dos principais questionamentos de todo esse processo está relacionado ao cálculo do INSS.

Ter certeza de quanto você vai receber é fundamental para saber se o valor que está sendo pago é realmente o mais adequado para suprir as suas necessidades no futuro. Para esclarecer definitivamente essa questão, nós ensinamos algumas dicas simples para você fazer o cálculo sem erros. Confira.

Qual a base utilizada para fazer o cálculo do INSS?

O primeiro passo para fazer esse cálculo é entender muito bem qual é a base utilizada por especialistas e pelo próprio órgão. A partir daí será possível chegar a um denominador comum com o valor aproximado. É bom lembrar que são utilizadas bases diferentes para cada caso.

Como é feito o cálculo

calculo-inss-como-fazer

Neste caso, desde 1999, leva-se em consideração o salário-de-contribuição, ou seja, são separados 80% dos maiores salários-de-contribuição desde a implantação do Plano Real. Os salários pagos antes do Real são levados em consideração apenas no campo “Tempo”, e não no quesito “Valores”.

Após a atualização desses salários-de-contribuição, chega-se ao número de quantos foram os salários recebidos no total, e então utiliza-se 80% dos maiores rendimentos. Para entender melhor: caso o trabalhador tenha recebido durante toda a vida 150 salários, serão utilizados como base de pagamento os 120 maiores. Esse valor calculado no final recebe o nome de salário de benefício.

Aposentadoria por idade

Para aqueles que desejam se aposentar por idade, é preciso contabilizar 70% do valor base + 1% do valor para cada ano trabalhado.… Clique aqui para ler todas as informações

Leia Mais