Como funciona a aposentadoria por idade híbrida?

Confira as regras e saiba quem pode dar entrada na aposentadoria por idade híbrida

O Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) tem tipos variados de aposentadoria, de acordo com o tipo de trabalho que a pessoa desenvolveu, quantos anos ela tem e a sua saúde.

Entretanto, existe uma classe de trabalhadores com necessidades específicas: são os rurais.

Muitas vezes, eles estão expostos a condições bem mais insalubres e esgotantes que os trabalhadores urbanos e, devido a isso, precisam de uma aposentadoria diferenciada.

Um dos regimes previdenciários que contemplam esse trabalhador é a aposentadoria por idade híbrida. Infelizmente, há bastante gente que não conhece o funcionamento dessa aposentadoria e ela será explicada agora.


Qual é a função da aposentadoria por idade híbrida?

Essa possibilidade de aposentadoria foi criada para auxiliar as pessoas que trabalharam certo tempo na zona urbana e certo tempo na zona rural, sem juntar a carência necessária em nenhuma delas para se aposentar.

Sendo assim, a previdência social permite que esses indivíduos somem o seu tempo de registro na zona rural e urbana, sendo obrigatório 15 anos totais ou mais.

Além de alcançar esse tempo mínimo (ou carência), esses trabalhadores precisam ter determinada idade: a partir de 60 anos para mulheres e de 65 anos para homens.

Como funciona a aposentadoria por idade híbrida?


Documentação para dar entrada na aposentadoria por idade híbrida

Para dar entrada na aposentadoria por idade híbrida, é necessário que o trabalhador tenha comprovantes da sua atuação rural e urbana.

Sendo assim, ele deverá providenciar para o INSS:

  • Documentos que comprovem que ele foi funcionário na zona rural;
  • Documentos pessoais;
  • Comprovantes dos recolhimentos urbanos: carnês que o cidadão pague independentemente ou registros profissionais na sua CTPS.
Clique aqui para ler todas as informações

Leia Mais

Como funciona a aposentadoria por idade no INSS

A aposentadoria pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) é um direito de todo trabalhador brasileiro. Para receber o benefício, é necessário contribuir para a Previdência Social durante o período em que a atividade profissional for exercida. A contribuição vale tanto para empregados que atuam com carteira assinada, quanto para profissionais que pagam a previdência como autônomos.

O recurso em dinheiro está assegurado na lei, e muitas vezes acaba se tornando o único meio de sobrevivência de muitos idosos e pessoas que tenham sofrido algum tipo de acidente.

Quem pode se aposentar por idade

No Brasil, a aposentadoria por idade é um dos tipos mais comuns solicitados pelos cidadãos. Para conseguir o benefício nesses termos, é preciso seguir algumas especificações próprias, pois o trabalhador deve preencher todos os pré-requisitos exigidos pelo INSS. Veja as características:

Trabalhador urbano

  • Mulheres precisam ter no mínimo 60 anos de idade e 180 meses de contribuição.
  • Homens precisam ter no mínio 65 anos de idade e 180 meses de contribuição.

Segurado especial

Pescador artesanal, indígena, lavrador, etc.

  • Mulheres precisam ter no mínimo 55 anos de idade e 180 meses de contribuição.
  • Homens precisam ter no mínio 60 anos de idade e 180 meses de contribuição.

Saiba como calcular o benefício

aposentadoria-idade-inss-2016

A maneira para calcular o valor a ser recebido no caso das aposentadorias por idade também é diferente e específica para esse caso. Ao todo, são 70% da aposentadoria total com um acréscimo de 1% dado para cada ano que foi feita a contribuição. Para entender melhor, considere o seguinte caso:

Se uma pessoa fez a sua contribuição por 15 anos, terá direito a uma aposentadoria de 85% referente ao valor total (70% + 15%), na prática, isso significa que caso a aposentadoria integral tivesse o valor de R$ 3 mil, esse trabalhador teria direito a receber, nesse caso, R$ 2.550,00, ou seja, 85% desse valor.… Clique aqui para ler todas as informações

Leia Mais