Quem tem direito a receber o PIS em 2019

Neste texto você pode conferir todas regras referente ao Programa de Integração Social para saber quem tem direito ao PIS 2019

O Programa de Integração Social (PIS) é um tipo de poupança para o trabalhador.

Porém, não é ele quem deposita: é o seu empregador, que tem de retirar 8% do salário a cada mês e colocar no PIS/PASEP desse indivíduo.

Sobre o PASEP, ele é quase igual ao PIS: a única coisa que os separa é que o PIS é pago pelas empresas privadas e o PASEP, pelos órgãos públicos.


Mesmo que funcione como uma poupança, o trabalhador não pode acessar essa quantia quando preferir: são estipulados contextos nos quais o brasileiro pode fazer o saque.

Recentemente, foi possível sacar as chamadas “cotas do PIS”, que eram depósitos feitos até o ano de 1988 e que ainda não tinham sido sacados pela população.

Afora esse saque de cotas, os cidadãos precisam comprovar documentalmente que estão em algum dos contextos nos quais o uso do PIS é permitido.

Dessa forma, apenas esses brasileiros terão acesso a essas quantias em 2019; a não ser que o governo realize nova liberação de cotas, o que já estava sendo avaliado.


Quem pode receber o PIS 2019

Primeiramente, o trabalhador só pode ter PIS se tem carteira assinada; apesar de todo cidadão registrado ter o depósito do PIS todos os meses, o saque só é permitido para quem já está no programa há 5 anos ou mais.

É obrigatório também que o cidadão tenha trabalhado no ano-base: devem ser 30 dias trabalhados e o Ministério do Trabalho não exige que sejam consecutivos.

Essa é a situação básica de quem pode sacar o PIS, mas existem as condições específicas que permitem o saque a qualquer momento.

Quem tem direito a receber o PIS em 2019


PIS na aposentadoria

O brasileiro que tem sua aposentadoria concedida, por exemplo, pode pedir à Caixa Econômica o seu benefício, assim como os trabalhadores que já têm 70 anos.

Pessoas que são demitidas sem justa causa podem se dirigir à Caixa Econômica e pedir o seu PIS a qualquer momento.

Se não ocorre depósito do PIS por 36 meses, a pessoa pode sacar o que já foi depositado.

Imagine-se um cidadão que trabalhou por 7 anos em uma empresa e está há 3 anos desempregado: ele pode fazer o saque, quando quiser, daqueles 7 anos de recolhimento.


PIS para contratos de trabalho encerrados

O cidadão que tem um contrato por tempo determinado terá o direito de requisitar o PIS assim que o contrato em questão acabar.

Isso é concedido também a quem mora em lugar prejudicado por desastres naturais: se esse trabalhador perder a sua casa ou tiver avarias sérias, terá direito.


PIS para trabalhador com câncer

Aquele que tem câncer pode fazer o saque do PIS, já que o Governo entende que existe aumento de despesas.

Cabe dizer que esse benefício pode ser utilizado não apenas quando o trabalhador está doente, mas por qualquer um dos seus dependentes. Além do câncer, também há liberação em caso de AIDS ou HIV.


PIS para comprar imóvel

Um número alto de trabalhadores solicita o PIS porque vai comprar uma casa e, nesse contexto, também não é necessário usar o calendário da Caixa.

Ainda relacionado à moradia, o benefício servirá para quem já comprou sua casa, mas necessita amortizar as parcelas.


Calendário de pagamento do PIS 2019 Caixa

Todos os brasileiros podem visualizar o calendário de 2019 do PIS no site da Caixa Econômica Federal (http://www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/pis/cotaspis/Paginas/default.aspx).

Vale reforçar que ele não é usado em caso de o trabalhador estar em alguma das circunstâncias explicadas.

Outro canal, além do site da Caixa, é o aplicativo desse banco: os cidadãos acessam o calendário do PIS e também informações de outros serviços. Para o app da Caixa, é preciso ir às lojas de aplicativo e ficar atento se é mesmo o verdadeiro: uma das maneiras de identificar é observando o desenvolvedor.

Quem tem direito a receber o PIS em 2019


Consulta PIS 2019

Os trabalhadores podem fazer a consulta do PIS de três formas, a começar pelo aplicativo da Caixa.

Também se pode ir a qualquer agência com o número NIS/PIS/PASEP e com a carteira de trabalho: os funcionários podem buscar no banco de dados quanto foi recolhido até o momento.

Ainda que a pessoa não queira sacar naquela hora, é importante saber o saldo, em especial para planejar o valor de entrada da casa própria.

A terceira forma de saber o saldo do PIS é o site da Caixa Econômica Federal, inserido anteriormente neste texto.

Links Patrocinados

Consulta INSS

O Consulta INSS é um site não-oficial e não possui qualquer vínculo com a Previdência Social. A página tem como objetivo informar e esclarecer dúvidas sobre o INSS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.