Como funciona a aposentadoria da pessoa com deficiência por idade

Veja as regras e saiba como dar entrada na aposentadoria da pessoa com deficiência por idade

Infelizmente, o país tem um alto número de pessoas com deficiências, que podem ser decorrentes de um acidente ou de uma complicação de doenças.

Alguns desses indivíduos continuam a trabalhar e a contribuir com a previdência e eles podem solicitar uma aposentadoria diferente: é a aposentadoria da pessoa com deficiência por idade.

Sua autorização depende do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) e existem etapas para que ele seja recebido; descubra agora como funciona essa forma um tanto desconhecida de aposentadoria.



Quem tem direito à aposentadoria da pessoa com deficiência por idade?

Somente as pessoas que acumulam as duas condições abaixo:

  • Ter 15 anos mínimos de contribuição com a previdência social depois de se tornar deficientes;
  • Se mulher, ter 55 anos ou mais; se homem, ter 60 anos ou mais.

É indispensável compreender bem em o contexto no qual a contribuição com o INSS é aceita.

Um homem que tem 60 anos, que contribuiu por 10 anos antes de se tornar deficiente e que contribuiu mais 5 anos depois da deficiência não pode se aposentar por essa regra, mas pode pedir a aposentadoria por idade.

Já o homem que tem 60 anos completos e que tem 15 anos de contribuição, mas todas antes da sua deficiência, também não pode pedir esse tipo de aposentadoria. Ele deverá recorrer à aposentadoria por idade, como no exemplo acima.

Por outro lado, o homem que tem a idade mínima e que pagou contribuição por 15 anos depois de ficar deficiente pode pedir esse tipo de aposentadoria.

É importante dizer que essas contribuições previdenciárias podem ser tanto com a guia de recolhimento (que as pessoas conhecem como carnê) quanto com o registro em carteira, para o caso dos que continuaram trabalhando depois da deficiência.

Não há problema se a pessoa ficou por um tempo afastada do trabalho (nem mesmo se ela recebeu auxílio doença).

Se ela voltar à função profissional e acumular 15 anos de contribuição posterior ao acidente/doença, pode pedir a aposentadoria da pessoa com deficiência por idade. Caso contrário, pode recorrer aos outros tipos de aposentadoria.

Como funciona a aposentadoria da pessoa com deficiência por idade


Como funciona a aposentadoria da pessoa com deficiência por idade

Essa é uma forma vitalícia de aposentadoria: uma vez que o contribuinte deficiente a recebe, a previdência social nunca mais poderá revogá-la.

O valor leva em consideração as contribuições feitas pelo trabalhador, como acontece nas demais modalidades e sempre sem ultrapassar o teto.

Apesar de a previdência não poder retirar esse tipo de aposentadoria, há casos em que o próprio cidadão resolve não a receber porque quer continuar contribuindo a fim de conseguir um valor mais alto.

Se for esse o caso, é só essa pessoa pedir ao INSS que a aposentadoria da pessoa com deficiência por idade seja cancelada.

Entretanto, esse cancelamento só é autorizado se o cidadão ainda não pediu o fundo de garantia (normal quando se aposenta) e se a primeira parcela do benefício ainda não foi paga.

Caso uma dessas coisas tenha acontecido, o indivíduo não poderá reverter a aposentadoria.


Como dar entrada na aposentadoria da pessoa com deficiência por idade

A pessoa que tem direito a esse tipo de benefício tem de fazer um agendamento via Meu INSS:

  • É necessário acessar o site do Meu INSS;
  • Colocar as informações pedidas;
  • Clicar em “Continuar sem login”;
  • Selecionar o dia e o posto do INSS de preferência, dentre os que estiverem disponíveis.

Os contribuintes poderão agendar o atendimento usando o número 135 também, mas apenas entre as 7h e as 22h, de segunda a sexta.

A concessão da aposentadoria da pessoa com deficiência por idade acontece mediante uma perícia feita nas instalações da previdência social. Se o requerente precisar de um acompanhante, deverá:

  • Acessar a página do INSS;
  • Descer a página até “Outras informações”;
  • Clicar em “Formulário de solicitação de acompanhante”;
  • Fazer o download desse formulário, que está em formato Word;
  • Preenchê-lo e leva-lo no dia agendado.

Essa solicitação, todavia, não garante que a pessoa terá o acompanhante na perícia, pois o INSS analisa o requerimento e as condições do contribuinte.

Como funciona a aposentadoria da pessoa com deficiência por idade


Como saber se a aposentadoria da pessoa com deficiência por idade foi liberada?

Depois que ocorre a perícia, o indivíduo tem de esperar por até três semanas pela resposta, que costuma chegar pelos Correios.

A previdência social envia a Carta de Concessão de Benefício, na qual responde que a aposentadoria está concedida, discrimina em qual banco a pessoa pode sacar mensalmente e também estipula o valor desse benefício, bem como os possíveis valores retroativos a serem acertados.

Para consultar a Carta de Concessão usando o Meu INSS, é só:

  • Clicar em “Entrar”;
  • Clicar em “Login”;
  • “Clicar em “Cadastre-se” nas duas páginas que vierem a seguir;
  • Quando aparecer o formulário, preenche-lo por inteiro e criar uma senha;
  • Logar-se na página inicial e clicar em “Cata de Concessão de Benefício”.
Links Patrocinados

Consulta INSS

O Consulta INSS é um site não-oficial e não possui qualquer vínculo com a Previdência Social. A página tem como objetivo informar e esclarecer dúvidas sobre o INSS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.